Páginas

domingo, 11 de outubro de 2015

Átila Abreu é velocidade e muito Talento


ARACNO Talentos mostra a velocidade de Átila Abreu

Átila Abreu, nascido em Sorocaba, interior de São Paulo, no dia 10 de maio de 1987, iniciou sua carreira no Kart em 1996, conquistando inúmeros títulos na modalidade, como o bicampeonato brasileiro e a terceira colocação no Europeu de Kart. No automobilismo europeu, ele foi o primeiro brasileiro a disputar o prestigiado campeonato Alemão de Fórmula BMW em 2003, onde sagrou-se vice-campeão em 2004. Foi piloto de fábrica da Mercedes-Benz na Fórmula 3, onde viveu um aprendizado valioso para a sua carreira de piloto de competição.
O ano de 2006 foi o ano de transição dos carros monopostos para os de turismo. Ingressou na Stock Car onde realizou suas três primeiras corridas.
Em 2008, sua primeira temporada completa, competiu na Stock Car V8, pela equipe Texaco JF Racing, tendo sido eleito o piloto revelação da competição, da qual terminou na oitava colocação, tendo também avançado aos Playoffs.
A partir de 2009, Átila troca de equipe e vai para a AMG Motorsports, levado por Ingo Hoffmann, que se aposentou na equipe. Mais uma vez, o paulista consegue ir para a fase final, depois de campanha sólida na temporada regular, finalizando o ano na sétima posição no campeonato. Seu primeiro companheiro de equipe foi o curitibano Lico Kaesemodel, que foi parceiro de Ingo nas duas últimas temporadas e é seu pupilo. Posteriormente, em 2010, foi substituído por Gustavo Sondermann, enquanto que, em 2011, Antonio Jorge Neto e Serafin Jr. competiram no segundo carro.
Em 2010, o piloto sorocabano conquistou sua primeira vitória da carreira na Stock Car, na Etapa de Ribeirão Preto e voltou a avançar aos playoffs.
2011 marcou a continuidade de um recorde pessoal para Átila, que conseguiu avançar novamente aos Playoffs, grupo do qual nunca saiu, desde que disputou sua primeira temporada completa. A despeito de dois abandonos na temporada regular, Átila foi para a fase final com o terceiro lugar na classificação, graças a duas vitórias - uma em Ribeirão Preto e outra no Velopark. No entanto, após envolvimento em seguidas batidas nos Playoffs, o piloto terminou o campeonato em décimo.
2012 Pilotando seu #51, Átila Abreu está próximo de conquistar seu primeiro título da Stock Car.

Esculturas hiper-realistas de Ron Mueck

O que é real e o que não é, no Talento de Ron Mueck

Ron Mueck, escultor australiano hiper-realista que usa silicone e mídias misturadas para criar suas peças “humanas” que confundem o que é real.
Algumas das esculturas não são em tamanhos reais, gigantes ou minúsculas, mas mesmo assim, não deixam de impressionar com tamanha realidade e perfeição.
Os trabalhos de Ron Mueck estão expostos em Paris, na Fondation Cartier.









O talendo de Ricardo Yukio Hoshino Doi

O talento nas mãos de Ricardinho, de 11 anos, de Itapetininga (SP). O garoto faz uma aula semanal há um ano. E nesse período mostrou ter dom para o desenho, garante o professor Henrik Ribeiro. Apesar das aulas terem começado a pouco tempo, a paixão pela arte vem de “longa” data, diz ele. “Gosto de desenhar desde os 6 anos, quando era mais novo fazia competições com amigos de escola para saber quem fazia o melhor. Então sempre foi uma brincadeira para mim ”. Veja a matéria completa.



Fabio Maldonado é nocaute, é vitória, é Talento

ARACNO Talentos conta a história de Fabio Maldonado

Fábio Rogério Maldonado, nasceu na cidade de Sorocaba, interior do Estado de São Paulo no dia 17 de março de 1980 é um pugilista e lutador de MMA brasileiro. Fábio Maldonado é atleta da Team Nogueira, dividindo treinos com Rodrigo e Rogério Nogueira no Rio de Janeiro.

O sorocabano Fábio Maldonado iniciou sua carreira no mundo da luta no ano de 1997 lutando boxe amador. Em cinco anos como amador, Maldonado escreveu um curriculo de 40 vitórias em 45 lutas, sendo 27 por nocaute, tornando-se campeão dos principais torneios em atividade como a Forja dos campeões, Luvas de ouro, Campeonato Paulista, entre outros.
Em 2002, junto com seu treinador na época, Lucas França, o lutador resolveu migrar para o Boxe Profissional. Esporte em que permenece invicto até hoje, com 21 nocautes em 22 lutas.
Sua história no MMA começou antes mesmo de tornar-se profissional de boxe. Em 2000, estreou em um GP em Brasília fazendo três lutas na mesma noite. Quatro anos mais tarde conheceu os irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, e passou a treinar no Rio de janeiro.
No dia 16 de outubro de 2010, Maldonando estreou no UFC contra o inglês James McSweeney, vencendo por nocaute técnico. Maldonado protagonizou duas das mais polêmicas lutas do UFC no quesito contagem de pontos, nas quais perdeu para Kyle Kingsbury e Igor Pokrajac.

Assista os vídeos dessa verdadeira maquina indestrutível:

GRANDE HOMENAGEM A FABIO MALDONADO
Veja mais fotos do TALENTO Fabio Maldonado:
  

Mais Talento